terça-feira, 25 de agosto de 2009

Taxi!!

Inh, eu odeio pegar taxi. Odeio, odeio!! Um odio extremo!! Mas não é por causa do taxi, ou do preço, e sim, do taxista.
Taxista sempre tem aquela vontade incontrolavel de conversar com o passageiro. E nunca é uma conversa saudavel, sobre a ultima novidade da ciência, por exemplo, ou sobre como todos os deputados decidiram fazer harakiri... e que infelizmente, essa é uma noticia internacional.
Os taxistas sempre vem com o assunto mais idiota do mundo. Tipo, Você entra e diz "opa, vamo lá na paulista" que ele, olhando fixamente pra frente, mas na verdade, com o terceiro olho mistico, fitando você. Te analizando, milimetricamente. Parece até que está te analizando intimamente. Olhando os seus piores segredos.
E depois dessa analize, que dura segundos, ele solta:
_ Meuuuuuuuuuuu, com um furunclo no dedão do pé, que tá me matando!!(motorista)
_ Ah, que chato (passageiro)
_ Não é chato não, é furunclo.
_ Como?
_ Não é chato, aquelas coisas que gruda no saco, é furunclo!! Fu-Run-Clo! Feridinha, sabe?
_ Ah, sei sim.
Esse "sei sim" que soltei foi o sim, mais desanimado que se pode soltar, a ponto de ser contagioso e desanimar qualquer pessoa. Tipo, chega o silvio santos e fala "mah oiii, vim te dar um milhão de reais, sabia?". "Ah, sei sim" (desanimado). "Ah, deixa pra lá, não sei porque tenho essa mania de distribuir dinheirommm" (silvio santos desanimado).
Mas com taxista não funciona. Ele continua falando... "ah, esses furunclo deve ser macumba da dona Crotilde, aquela tetuda xarope. Só porque eu não quis dar um sacode nela esses dias atrás".
Ai nessa hora eu fiz a acara mais feia possivel. Parecia o hulk com caganeira (faz cara feia) E digo "olha, senhor, a tua historia é interessante 'eu sei, eu sou um mentiroso', mas eu realmente não quero ouv" (interrompido) "O duro é se o furunclo sobe a pernaa e pega no...
_ CHEGA, CHEGA!!! QUE SE FODA SEU FURUNCULO!!! NÃO QUERO SABER!! ENTENDEU?? (passageiro)
_ Tendi, tendi sim... (taxista falando fino)
O resto da viagem foi tranquila. O taxista não deu um pio. Nenhum. só no finzinho que ele veio tentar falar comigo:
_ Ô moço....
_ QUE FOI?? O QUE VOCÊ QUER?? JÁ AVISO QUE NÃO QUERO NEM SABER!! NÃO ME INTERESSA QUE O SENHOR TENHA UM FURUCO NO MEIO DO DEDO, E QUE PARECE UMA CRATERA LUNAR!!!
_ Não moço, é só avisar que chegou...
_ Ah, tá, olha, toma uma gorjeta pelo papo agradável!!

2 comentários:

Fábio Racoski disse...

Dá pra fazer um livro só com conversas de taxista.

Pior aqueles que se acham!

Valdeir Almeida disse...

Isso é a pura verdade.

Outro dia, peguei um táxi.
O taxista, sem eu nem puxar conversa, falou que era fotógrafo de um jornal e começou a tecer auto-elogios sobre seu trabalho na redação.

Eu bem que poderia dizer pra ele: "Se você é tão bom assim como fotógrafo de jornal, por que continua a ser taxista?". Mas desisti da idéia, pois ele poderia me "roubar".

Abraços.